Menu fechado

Tipos de veículos e suas categorias corretas

veículos

Veículos de transporte são cada vez mais abundantes nas ruas brasileiras, principalmente, nos municípios urbanizados. Existem diferentes tipos de veículos, de tamanhos variados, com diversas capacidade de transporte, modelos, cores e modo de funcionamento.

No entanto, pode-se dizer que os mais comuns de serem encontrados no dia a dia são os carros e as motos, que são muito utilizados para idas ao trabalho, escola, passeios, entre outras funções.

Podemos também diferenciar os veículos em duas categorias: os motorizados e os não motorizados. Os não motorizados, por exemplo, podem ser utilizados por qualquer pessoa, independente da idade e se possui Carteira de Habilitação ou não.

Nessa categoria, temos, por exemplo, bicicletas, skates, patinetes, patins e outros veículos menos complexos e mais fáceis de serem conduzidos.

Já na categoria dos veículos motorizados, que dependem de motores para funcionarem, além de outros itens de composição, temos os carros, caminhões, ônibus, motos e outros tantos mais.

A composição desses veículos se diferem totalmente, os não motorizados são mais simples e menores, e normalmente são utilizados para uso individual, ou seja, cabe apenas uma pessoa.

Já os motorizados podem ser utilizados para viagens com mais pessoas e possuem um sistema muito mais complexo.

Além disso, é importante destacar que para dirigir esses veículos, a pessoa precisa passar por um longo processo para conseguir a Carteira de |Habilitação, que vai desde a realização de exames, aulas teóricas e práticas, e provas para testar suas capacidades.

Carros, por exemplo, são mais comuns e abundantes nas ruas brasileiras, são veículos motorizados que costumam comportar no máximo 8 pessoas e pesam até 3.500 kg.

Eles se encontram na categoria B da habilitação, geralmente, essa é uma das categorias mais comuns e procuradas visto que os carros são os veículos mais fáceis de serem encontrados nas concessionárias.

Além disso, existem uma grande variedade de marcas e modelos, funcionam bem para levar familiares e amigos para passeios, viagens, entre outras utilidades.

Isto posto, quem decide pilotar uma moto e não possui a Habilitação na categoria A, precisa por lei adicionar categoria A na Carteira Nacional de Habilitação, documento obrigatório para o condutor.

Tipos de categorias da CNH

Portanto, caso uma pessoa decida começar a dirigir um veículo, ela deve pensar em quantas modalidades ela pretende aprender ou vai conduzir, para que no processo de habilitação ela consiga garantir as categorias corretas.

No entanto, nada impede que o individuo após ser habilitado em um veiculo mude de categoria futuramente, como começar com a B e incluir categoria A. Uma pessoa pode ter a liberdade legal de dirigir automóveis nas cinco categorias, sendo elas:

  • Categoria A;
  • Categoria B;
  • Categoria C;
  • Categoria D;
  • Categoria E.

Cada categoria é destinada para um certo tipo de veículo, e para que você tire, por exemplo, as categorias mais avançadas, você precisa primeiro obter as primeiras categorias e possuir a carta durante um certo período de tempo.

Dessa forma, é fácil afirmar que existe uma grande variedade de veículos que você pode dirigir ao longo da vida, inclusive, veículos que possuem acoplados, como a munheca carretinha.

Esse tipo de aparato permite que você possa acoplar uma “carroça” na parte de trás do veículo, e conduzi-lo sempre que necessário, transportando itens variados para diversos lugares.

A munheca também é muito usada para reboques, que é quando o veículo sofre algum problema e precisa ser levado para o concerto sem se movimentar.

Nesse caso, outro veículo posiciona uma munheca para reboque no seu veículo e leva ele até o local destinado para os reparos necessários.

Composição dos veículos

Como cada veículo possui um tamanho particular e um modelo específico, seu funcionamento também se diferem entre si. Por exemplo, uma moto possui uma estrutura mais simples do que a de um ônibus.

No entanto, independente do tipo do veículo, alguns aparatos são essenciais, como as estruturas metálicas de composição, volantes ou condutores, setas, marchas ré, dentre outros.

Em veículos motorizados, como os exemplos citados ao longo do texto, ainda existe a necessidade de ser instalada uma bateria de carro 60 amperes, por exemplo.

Os carros funcionam exclusivamente com a utilização de baterias, pois são elas que geram potência elétrica o suficiente para o funcionamento dos motores e também são as responsáveis pelo ligamento dos carros.

Dessa maneira, sempre que o carro não funciona, não quer ligar ou está com outro problema imperceptível a olho nu, é importante chegar a duração da bateria.

Deixar o carro ligado fora de hora, por exemplo, é um fator determinante para a duração da bateria, e portanto, os motoristas devem estar sempre atentos às suas capacidades.

Dessa forma, é indispensável que os motoristas realizem sempre a checagem da bateria carro 60 para identificar se ela ainda está em sua capacidade máxima, sendo necessário realizar a troca quando for identificado que ela está em seu fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *