Menu fechado

Segurança e qualidade em refrigeração de caminhão

Para que tenhamos produtos frescos e conservados em nossas mesas, o trabalho dos caminhões refrigerados é essencial para manter a qualidade dos alimentos.

Eles garantem o transporte de diversos produtos, além da agilidade para evitar transtornos, com a conservação de perecíveis, é necessário que sejam seguros.

A segurança em refrigeração de caminhões, garante a qualidade dos alimentos, a proteção de motoristas e pedestres e a conservação da própria estrutura do veículo.

Como funciona a refrigeração de um veículo?

As tecnologias utilizadas para o resfriamento no baú refrigerado no interior do veículo, podem variar entre um sistema eutético, direct drive ou motor diesel independente.

O sistema eutético refrigera o baú interno, durante o período em que o caminhão está parado. Por meio do uso de um gerador de energia elétrica, é bombeado um fluido – a base de clorofluorcarbonetos.

Que se insere dentro de placas eutéticas, fazendo com que elas congelem. Esse sistema pode fazer com que as temperaturas cheguem a até 25°C negativos, sendo ideal para transporte de alimentos refrigerados e congelados.

A técnica Direct Drive utiliza a movimentação do próprio motor do automóvel, para envio da energia a um compressor que promoverá o resfriamento.

Já o motor diesel independente, utiliza um motor a diesel para manter o funcionamento do compressor, sem que seja necessário que o caminhão esteja em perfeito funcionamento, para o resfriamento ocorrer: basta haver diesel no tanque.

Confira agora medidas preventivas

Independentemente da técnica escolhida, medidas protetivas e que garantam a qualidade do produto transportado devem ser tomadas, a fim de prevenir acidentes. Confira agora algumas delas:

1. Blindagem

A blindagem de carros de transporte de produtos refrigerados, é uma medida relativamente recente no país, mas bastante efetiva.

Pelo fato de, em caso de haver impactos com o veículo, uma janela de vidro blindado é mais resistente a rachaduras e dessa forma, pode garantir que a vedação seja mantida.

Vale a pena recorrer a níveis de blindagem, que utilizam tecnologia mais avançada, uma vez que a ideia é que seja uma aplicação de alta durabilidade.

Atualmente, a blindagem civil de mais alto nível permitida pelo exército brasileiro, é a blindagem iiia e pode ser, portanto, uma via interessante a caminhões refrigerados.

2. Impermeabilização

A impermeabilização dos estrados, é importante também para o quesito de higiene. Ela evita que resíduos se acumulem no material do caminhão refrigerado.

Evitando a ocorrência de doenças e contaminações e, além disso, impede a acumulação de odores, que poderiam se impregnar no estrado e ser passados a novas levas de cargas.

3. Higiene

Tanto para evitar a proliferação de fungos e bactérias, que podem atingir o condutor e os consumidores dos produtos, quanto para conservar os alimentos perecíveis.

O ideal é que o caminhão frigorífico seja sempre higienizado. Suas paredes devem ser lisas, uma vez que superfícies porosas podem acumular resíduos e são de difícil limpeza.

4. Vedação

É muito importante que o bau refrigerado esteja completa e corretamente vedada, a fim de que a temperatura térmica, possa ser adequadamente mantida.

E que o ar não fique contaminado, nem as peças sejam tocadas por impurezas do ambiente externo. As borrachas das portas não devem estar ressecadas.

Para que não permitam a passagem de ar à câmara interna. A submissão do veículo ao processo de blindagem, também corrobora para uma vedação mais eficiente.

5. Manutenção

As manutenções preventivas, preditivas e corretivas, tanto da estrutura veicular quanto do aparelho de refrigeração para caminhão, devem ser realizadas sempre que necessário e periodicamente.

O mal funcionamento de peças, pode colocar em risco a vida do condutor e dos demais motoristas e danos no refrigerador podem levar à perda dos perecíveis.

Não exceder a carga máxima, suportado pelo automóvel e distribuir o peso igualmente na câmara frigorífica, evita desgastes em peças do caminhão, reduzindo os gastos com manutenção corretiva.

6. Ar

A má circulação do ar, é um dos principais fatores causadores de deterioração, portanto, posicione as cargas de maneira que não se coloquem à frente do ponto que distribui o ar ao baú.

O posicionamento de cargas, de forma a não sobrecarregar um gancho ou um lado a mais que outro, também auxilia na conservação de embalagens.

Uma vez que o sobrepeso pode fazer com que as cargas caiam e os envoltórios sejam danificados, por exemplo.

7. Rastreamento de carga

A transportadora pode contar com o auxílio de tecnologias, como os softwares de monitoramento, que permitem o rastreamento do veículo via satélite.

A adoção dessa prática é bastante útil, para a prevenção de furtos ou sua recuperação, além de garantir mais tranquilidade ao condutor.

Ainda apresenta a vantagem, de permitir que os contratantes tenham informações em tempo real acerca de suas compras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *