Menu fechado

Tudo sobre funilaria e pintura automotiva

Quando se trata de manutenção automotiva, um bom profissional faz toda a diferença. Procurar um profissional de confiança para fazer os reparos e manutenções do veículo é de extrema importância.


No automóvel, cada tipo de reparo, é feito por um tipo de profissional diferente. Por isso, agora vamos falar um pouco sobre as especialidades em manutenção automotiva.

O que é Funilaria e como funciona?

Embora, popularmente, muitos chamem todos os profissionais de funileiros, esse profissional é diferente. O funileiro em si, é aquele que faz reparos utilizando as folhas de Flandres, que são chapas de metal soldadas às peças.

Quando uma peça sofre dano e não pode ser desamassada ou igualada com massa (casos onde há corte na peça, por exemplo), é necessário que o funileiro faça a solda com as folhas de Flandres.

Mesmo sendo um processo trabalhoso, muitas vezes custa mais barato do que uma troca de peça; por exemplo, se ocorre um acidente onde a porta do carro sofre deformação, a porta toda deve ser trocada, e isso pode custar bem caro.

Nesses casos, o funileiro é uma alternativa. O funileiro muitas vezes faz o serviço conhecido como “martelinho de ouro”.

O “martelinho de ouro” é o profissional que faz pequenos reparos e desamassados, principalmente.

Com um martelo especial e outras ferramentas, ele utiliza de múltiplas pequenas pancadas para que se possa tirar o amassado com o máximo de precisão possível.

Alguns amassados não necessitam disso e podem ser consertados utilizando ventosas para puxar a lataria ou inflando um uma câmara por dentro do amassado, para que ele possa voltar ao normal.

O que é e quais os tipos de pintura automotiva?

A pintura automotiva, não é feita pelo mecânico nem pelo funileiro, é feita pelo pintor automotivo. Existem vários tipos de pintura automotiva, como por exemplo:

  • Sólida;
  • Metálica;
  • Perolizada;
  • Eletrostática;
  • Pintura fosca;
  • Pintura Customizada.

Pintura Sólida

Usada na maioria dos veículos, é um dos tipos mais básicos. Esse tipo usa pigmentos de cor e a tinta usada contém poliuretano ou poliéster, na composição – sendo que o poliuretano não precisa da aplicação de verniz.

Quando se faz a pintura sólida, por ser básica e barata, geralmente não altera o valor do carro.

Contudo, algumas cores de carros são comercializadas por valores mais altos e outras por valores mais baixos; e isso muda com o decorrer do tempo, de acordo com o mercado.

Pintura metálica

A principal diferença em relação à pintura comum (sólida), é a que a tinta possui alumínio em sua composição.
Esse tipo de pintura dá um efeito visual interessante ao carro, e pode fazer seu valor subir, consideravelmente. Assim como a pintura sólida, ela é feita com o uso de pistola para pintura.

Pintura perolizada

Essa pintura faz a lataria refletir a luz do sol que incide sobre o carro.

A tinta é feita com uma substância de nome mica, que é o nome dado a um conjunto de 37 minerais de silicato, eles são cristalinos e quando adicionados à pintura dão aquele efeito perolado e iridescente.

Segundo o Instituto de informação Mineral, a palavra está relacionada à palavra do latim “micare” que significa brilhar.

Pintura eletrostática

Existem dois tipos, líquida e à pó. O equipamento para pintura eletrostática varia um pouco de acordo com o tipo.

Nos dois processos, o objeto metálico a ser pintado recebe uma carga elétrica e a tinta fica submetida à uma carga oposta, para que a atração faça com que a tinta e o objeto se liguem, dessa forma a pintura fica mais resistente e evita desperdícios.

A pintura eletrostática a pó pode ser feita usando vários tipos de tinta: epóxi, poliéster e metálica. A diferença da pintura eletroestática para as outras não é tanto a aparência, e sim o processo.

Nela, o objeto carregado é colocado em contato com o pó de tinta também com carga oposta, seja por pulverização do pó ou em uma câmara onde o pó é aquecido e fluidizado, para que o pó se una à lataria.

Pintura fosca e customizada

A pintura fosca é aquela que dá um acabamento fosco ao carro, sem brilho. Ela é muito usada para personalização.

Uma alternativa é o envelopamento fosco, que nada mais é do que a aplicação de adesivo fosco no carro todo.

E a pintura customizada é a pintura personalizada, artística, onde o que vale é a criatividade do autor.

Na personalização de autos é comum fazer a pintura de rodas de liga leve, com tinta ou com revestimento emborrachado nas quatro rodas, para combinar com o restante do carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *