Menu fechado

Motoristas de veículos como fonte de renda

Motoristas

A carteira nacional de habilitação é um documento que tem um significado importante para muitas pessoas. Um dos primeiros pensamentos é poder adquirir um veículo próprio e ter a liberdade de poder dirigir para qualquer lugar, como a escola, a faculdade ou o trabalho, sem depender de terceiros ou do transporte público.

Outros pessoas pensam em conquistar a carteira de habilitação para trabalhar como profissional das estradas, trabalhando com entregas ou mesmo no próprio transporte público, tão necessário no dia a dia da sociedade.

Primeira habilitação tem etapas distintas

As autoescolas e os centros de formação de condutores estão presentes nas cidades oferecendo aulas teóricas e práticas sobre o trânsito e a forma de conduzir carros, motos, ônibus e caminhões.

As pessoas que querem tirar a carteira de motorista procuram o CFC primeira habilitação para duas categorias distintas: A para motocicletas e B para carros de passeio com até oito passageiros. As categorias C, D e E solicitam experiência dos motoristas e cursos especiais.

Para ser mais específico, o motorista que almeja a categoria C precisa ser habilitado há mais de um ano na categoria B e não ter nenhuma infração grave ou gravíssima em seu prontuário nos últimos doze meses a partir da solicitação de mudança.

O mesmo vale para a categoria D, só que com 2 anos de experiência na categoria B ou um ano na categoria C. Para os interessados em possuir a categoria E, em que é permitido conduzir caminhões articulados e com mais de seis toneladas, o condutor precisa ser maior de 21 anos e não ter nenhuma infração grave ou gravíssima na carteira de habilitação.

Para todos os candidatos, a aula de direção para iniciantes é realizada em veículo apropriado, com a presença de um instrutor ou instrutora devidamente habilitados no Departamento de Trânsito estadual.

Motoristas profissionais fazem cursos especiais

A profissão de motorista é importante para o cenário urbano, tendo em vista que a movimentação de cargas e o transporte de passageiros faz parte da logística em diversos setores da economia.

As empresas que trabalham com postos de combustíveis, por exemplo, precisam de motoristas especializados no transporte de álcool, diesel e gasolina, que tenham realizado um curso do MOPP (movimentação operacional produtos perigosos) em centros de formação de condutores especializados nesse tipo de ensino.

Essa preocupação em se especializar por parte dos profissionais do volante reforça a segurança nas estradas e na movimentação de cargas que são importantes para que o país não pare.

Os insumos hospitalares e matérias-primas para a indústria farmacêutica também são exemplos de produtos que precisam de todo o cuidado no transporte.

As empresas que trabalham com motoristas particulares para atendimento exclusivo a passageiros exige o curso de direção defensiva, para atuação em situações de risco nos centros urbanos, evitando acidentes ou, em casos mais graves, até mesmo sequestros.

Tecnologia arranja serviços para motoristas

Os aplicativos para computadores, tablets e celulares invadiram as telas dos aparelhos eletrônicos com muitos facilitadores para o dia a dia.

Os serviços de transporte público já estão em vigor, como um suporte para transportadores e taxistas, com uma transação comercial simples e rápida, podendo até mesmo ser compartilhado entre diferentes pessoas.

O comércio eletrônico de mercadorias também mudou o cenário de estabelecimentos comerciais físicos. Muitos produtos podem ser adquiridos por meio de sites especializados, com entrega agendada no domicílio do comprador.

A logística nas entregas ganhou um novo elemento, com a ajuda da própria tecnologia, tendo em vista que muitas pessoas agora fazem entregas com carros particulares, ganhando um dinheiro extra em horários diferenciados entregando produtos como:

  • Alimentos;
  • Livros, DVDs e CDs;
  • Documentos;
  • Mercadorias diversas.

Isso abriu um novo leque de opções para empresários que possuem um estabelecimento comercial regionalizado, atendendo os clientes fidelizados e um público-alvo específico, sem precisar contratar mão de obra e arcar com custos como taxas e impostos abusivos.

Para os motoristas que estão disponíveis na área, com um carro parado na garagem, é uma forma de receber um dinheiro extra.

Mesmo com todas as possibilidades em aberto, as empresas que trabalham na área oferecem aula para quem tem medo de dirigir em estradas ou no trânsito caótico das metrópoles.

Para cada situação há uma solução, que pode ser resolvida com profissionais atentos e capacitados para ajudar o próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *