Menu fechado

Equipamentos que valorizam o automóvel

Equipamentos

Os veículos costumam ter diversos acessórios, que saem direto da fábrica, para garantir a segurança do motorista e dos passageiros. A obrigatoriedade de cintos de segurança em todos os veículos já é uma necessidade há muito tempo.

Mas, com as alterações na legislação do Departamento Nacional de Trânsito, outros itens de segurança precisaram fazer parte da construção dos veículos, a partir da linha de produção, principalmente na linha de carros.

Equipamentos que valorizam o seu veículo

Caminhões e motos são categorias diferenciadas, cada qual com as particularidades peculiares, e que devem atender a diversas obrigações de segurança e emissão de gases, por meio dos escapamentos.

No caso de motocicletas, os pilotos devem utilizar capacetes e roupas apropriadas, para poder andar nas ruas, avenidas e estradas. A carteira de habilitação também deve ser específica para a categoria, que permite a condução de motos de qualquer cilindrada.

No caso de caminhoneiros, motoristas de ônibus e vans, além da habilitação voltada para cada categoria específica, os cuidados com o veículo devem estar atrelados à emissão de gás carbônico.

Dependendo do veículo a ser conduzido, cursos especiais devem ser realizados, como carretas que transportam combustível, ou então motoristas de vans escolares, que transportam crianças e adolescentes.

Para os veículos de quatro rodas, que a maioria dos motoristas conduz, estes devem estar atentos à presença de equipamentos de segurança.

Como o já citado cinto de segurança, mas também de outros acessórios, como iluminação interna para comodidade dos passageiros, e a presença de airbag frontal e airbag lateral, que garante maiores ferimentos durante impactos e acidentes mais graves.

A velocidade em que ocorrem os acidentes podem influenciar no uso destes equipamentos, mas eles passam por testes que devem ser aprovados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas, e por isso são imprescindíveis, conforme resolução do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito..

Todos estes cuidados, com documentação e acessórios de segurança, permitem que os proprietários possam conduzir por todas as estradas do país, e garantem a valorização veicular, quando os proprietários usam como moeda de troca para comprar um novo veículo.

Na troca de veículos, tanto o vendedor quanto o novo comprador devem estar atentos a alguns detalhes, para que possam fazer uma negociação honesta, e que atendam às documentações de transferencia de veiculo detran, que podem ser realizadas por meio de um serviço de despachante, ou por meio de autarquias governamentais.

Todo o processo pode ser realizado de forma particular, com o reconhecimento de firma dos documentos, a presença de multas, que devem ser regularizadas e pagas pelo antigo proprietário.

O pagamento da taxa de transferência, para que os novos documentos já saiam em nome do novo proprietário, isentando o antigo dono de qualquer responsabilidade sobre multas, ou qualquer acidente, a partir da data de assinatura.

Algumas observações devem ser destacadas, para que os proprietários de qualquer veículo, seja moto, carro, caminhão, van ou ônibus, possam atentar, a partir do momento da compra:

  • Comunicação de venda, para resguardo de possíveis multas;
  • Atualização de placas, quando novo proprietário de município diferente;
  • Comprovantes de residência devem ser atuais;
  • Vale a pesquisa no DENATRAN para verificar situação do veículo.

Com todos os documentos assinados e as taxas devidamente pagas, a transferência nominal do veículo deve ocorrer dentro de um período de trinta dias, ou então uma multa poderá ser aplicada.

Veículos com dívidas de impostos devem ter todos os débitos quitados, para que possa ser feito os trâmites legais de venda do veículo.

Cuidados com a limpeza veicular

Para realizar a venda de um veículo, é preciso que a estetica automotiva esteja devidamente regularizada, para não perder muito do valor do veículo, quando oferecer para pessoas interessadas ou lojas especializadas, como concessionárias que realizam revendas.

As características internas e externas podem chamar a atenção, e por isso, a busca por profissionais especializados pode ser necessário.

Com o uso de equipamentos e produtos desenvolvidos para a higienização automotiva externa, as oficinas conseguem retirar riscos da pintura, que não sofreram impactos profundos na lataria.

A limpeza com água e shampoo veicular, e o uso de cera automotiva, para dar brilho e proteção, também podem valorizar a pintura original do veículo, e dar uma valorizada, quando apresentado a pessoas interessadas em carros usados.

A higienização interna automotiva também deve ser realizada, com a limpeza das partes plásticas no painel do veículo, assim como a limpeza dos estofados dos bancos, e dos carpetes que ficam no chão.

Com a aplicação de perfumes especiais, os carros de segunda mão, quando bem tratados, tem bastante valor de mercado na revenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *