Menu fechado

Entenda mais sobre carros e seus processos

carros

Os carros são objetos de desejo de muitas pessoas, principalmente, porque garantem que a locomoção entre cidades, lugares, bairros sejam de forma mais rápida e mais eficiente.

Os automóveis passaram por grandes mudanças ao longo do tempo, mudando seus aspectos quanto a estética, segurança e conforto.

Além dos processos estéticos, confortáveis e de manutenção ter um carro também incorre em se preocupar com procedimentos burocráticos como o emplacamento de carro, entre muitos outros processos.

No presente artigo abordaremos alguns componentes que são necessários para quem tem um carro e que deseja aproveitar o veículo da melhor maneira possível.

Esses processos podem ser tanto mecânicos, como procedimentos burocráticos para que a condução do carro seja feita sem problemas, como a emissão de carteira nacional de habilitação especial, entre outros.

O emplacamento dos veículos

As pessoas possuem documentos que as identificam, por exemplo, as identificações são usadas também nas peças que são compradas na moto auto peças e uma das formas de fazer com que o carro em circulação seja identificado é as placas.

As placas são compostas por letras e números e que são usadas no Brasil desde a década de 40.

São obrigatórias em diversos tipos de veículos como:

  • Carros;
  • Motocicletas;
  • Ônibus;
  • Caminhões.

O emplacamento também é fundamental para cidades que possuem rodízio de veículos em determinados períodos, sendo a numeração do emplacamento uma referência para indicar quais veículos podem trafegar nos períodos determinados.

Hoje o Brasil adota o padrão placa Mercosul, que depois de quase 20 anos começa ser finalmente ser adotado nos carros.

Essa nova placa substitui a sequência alfanumérica com três letras e quatros letras (ABC-1234) para quatro letras e três números alternados (ABC1D23).

Essas placas também possuem recursos que evitam fraudes como QR Code, marca d’água, número de série e chip com informações do carro. Para que os carros antigos sejam emplacados novamente aconselha-se procurar um despachante veicular para te ajudar no processo.

Abaixo falaremos sobre o profissional despachante que é muito importante para variados aspectos e procedimentos.

Despachante veicular

Os despachantes veiculares ou também conhecidos como despachantes de trânsito são profissionais que ajudam o motorista quanto aos procedimentos burocráticos que devem ser feitos juntos ao DETRAN – Departamento Estadual de Trânsito de cada município.

Assim, ele representa o cliente em variados processos de emissão de documento de carros, como também no pagamento referente a pagamento de impostos e multas, bem como ajudar aos motoristas idosos os processos para emissão do cartão idoso estacionamento.

De forma geral, o despachante trabalha para que os motoristas consigam colocar suas situações legais em dia para que a condução do veículo sejam seguras e tranquilas. Trabalham para facilitar o dia a dia de quem possui um veículo ou automóvel.

Alguns serviços importantes que o despachante pode atuar junto com o motorista para garantir a rapidez de sua emissão são o primeiro emplacamento do veículo, transferências de propriedade veicular, segunda vida do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV, troca de município no registro, realização de consulta de situação do veículo.

Agora falaremos de um processo mecânico importante para a qualidade do veículo e que tem a ver tanto com o cilindro mestre freio como quanto a economia de combustível. Trataremos da troca de óleo do motor.

Troca de óleo de automóvel

O óleo do motor também é conhecido como lubrificante e é considerado um item de substituição obrigatória, isto significa que após uma determinada quilometragem é preciso que a troca do óleo seja efetivada, principalmente, porque quanto mais tempo o óleo roda passando da quilometragem suas propriedades são alteradas causando problemas.

O óleo do motor é o lubrificante das peças do motor fazendo com que o atrito seja menor, principalmente, as metálicas, evitando que por exemplo não haja ferrugem, acúmulo de sujeira e ainda ajuda no resfriamento.

Um óleo que precisa ser alterado, se não for feito a tempo pode gerar superaquecimento, formação de borra, perda de potência podendo até fundir o motor.

Por isso, que é fundamental sempre alterar o óleo dependendo da quilometragem. A melhor maneira de procurar essa informação é no manual de instruções do carro e no fabricante do óleo.

Assim, vimos que quem tem um veículo precisa se atentar para muitos aspectos que vão dos burocráticos, passando pelos operacionais e chegando nos mecânicos, para um melhor aproveitamento do veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *