Menu fechado

É possível consertar vidros blindados?

No Brasil, o número de Carros blindados tem crescido de forma progressiva, ao longo dos anos. Isso por que a violência também teve um aumento significativo.

De acordo com uma empresa do setor de blindagens, 18,8 mil carros foram blindados somente no ano de 2016 – colocando o Brasil como líder mundial da frota de carros que passam pelo processo de blindagem.

Essa tecnologia foi, a princípio, criada para a guerra, mas, posteriormente, acabou atingindo os centros urbanos de países com altos índices de violência.

O processo de blindagem de vidros – parte dos automóveis que acaba sendo a mais impactada – tem como objetivo a proteção contra a utilização de armas de fogo.

Tipos de blindagem possíveis para automóveis

Os tipos de blindagem existentes estão listados a seguir:

  • Blindagem nível I: proteção contra calibres 22, 38 e ataques com ferros e pedras (uma escolha mais barata, porém, como consequência, a proteção é mais limitada);
  • Blindagem nível II e IIA: o nível de proteção é maior do que o anterior, pois oferece uma proteção mais avançada contra balas de outros tipos de pistola;
  • Blindagem de nível iiia: oferece as proteções dos níveis anteriores, além de também oferecer resistência a todos os calibres de armas de mão;
  • Blindagem nível III: mesma proteção dos níveis anteriores, com proteção também contra tiros de fuzil. Seu uso é restrito, dependendo de licença do Exército Brasileiro;
  • Blindagem nível IV: todas as proteções apresentadas nos níveis anteriores, e protege ainda contra disparos de metralhadora. Esse nível é proibido para civis, porém pessoas jurídicas são autorizadas a ter esse tipo de blindagem;
  • Blindagem nível V: todas as proteções dos níveis anteriores, além de proteção contra granadas e ataques aéreos de mísseis perfurantes.

No Brasil, o nível de blindagem preferido é blindagem de nível iiia, chegando a representar até 98% do número de blindagens realizadas no país.

Isso se deve ao fato desse nível de blindagem ser o mais seguro disponível para civis, oferecendo uma boa proteção, maior do que os dois primeiros níveis.

Os melhores níveis de blindagem para serem usados por pessoas jurídicas e do exército são a partir da Blindagem nível 3. Esse tipo de blindagem já oferece proteção contra tiros de fuzil.

Durante o processo de blindagem, há a substituição dos vidros convencionais do carro por vidros especiais.

É válido ressaltar que, para a blindagem de carros, há um conjunto de normas que devem ser seguidas nessa realização.

Uma dessas regras, por exemplo, é garantir que, nos carros que possuem teto solar, tal componente tenha a mesma proteção do resto do automóvel.

Quanto ao processo de blindar os vidros dos automóveis que, como foi citado anteriormente, estão entre as áreas mais afetadas quando há disparos de armas de fogo contra os carros, há dois tipos de vidros que podem ser substituídos pelos vidros comuns.

Um desses tipos de vidro é composto por policarbonato, que está sujeito a um processo conhecido como Delaminação, ou seja, o surgimento de bolhas no vidro. Para esse tipo de vidro, há a possibilidade de conserto na ocorrência desse processo.

É possível consertar vidros blindados?

Muitas pessoas acabam desconhecendo o fato de que, sim, o Conserto de vidros blindados automotivos existe.

Esse conserto é realizado, no caso de vidros blindados compostos por policarbonato, na recolocação do policarbonato de forma que ajuda o material a retornar à posição original, combatendo o vidro delaminado.

Vale lembrar que vidros delaminados tiram a proteção proporcionada pela blindagem, portanto, realizar o conserto nos casos em que isso acontece é imprescindível.

Realizar o conserto de vidros blindados automotivos é uma opção mais econômica, do que trocar todo o vidro, e garante a proteção dessa área do automóvel por mais alguns anos.

É importante que o conserto seja realizado com uma empresa confiável, com experiência na área, que ofereça qualidade e segurança na execução do reparo.

Todavia, atualmente, há um outro tipo de vidro blindado, além do que é composto por policarbonato. Conhecido como “Space Glass”, esse tipo de vidro não corre o risco de acabar delaminado e não necessita de reparo.

Ou seja, esse modelo também pode acabar sendo uma opção no que diz respeito ao combate a esse problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *