Menu fechado

Deseja trabalhar como motorista? Saiba o que fazer!

motorista

O Brasil se consolidou como um país que realiza o seu transporte de cargas pela malha rodoviária. Para isso, os motoristas precisam ser habilitados em diferentes categorias, a depender do veículo que escolhe para dirigir.

Por exemplo, no caso de quem dirige somente moto, a Carteira Nacional de Habilitação é A, quem dirige carros é a B, para quem deseja dirigir ônibus e caminhões as categorias podem variar entre C, D e E.

Por isso, é importante que o profissional motorista saiba qual veículo ele deseja conduzir, como carro, moto, ônibus, caminhão, transporte escolar, transporte de cargas perigosas e até mesmo um transporte executivo (que pode variar entre ônibus ou carro, por exemplo).

Ser motorista não é uma tarefa fácil e requer especialização e conhecimento técnico. Inclusive, quanto maior for o conhecimento, mais valorização esse profissional terá, assim como salarial.

Por isso, nesse artigo vamos falar sobre cursos profissionalizantes que podem ser feitos por motoristas assim como algumas especialidades voltadas ao trabalho. Confira!

O que você precisa saber sobre o curso de MOOP?

Para quem escolhe a profissão de motorista não basta apenas buscar estar habilitado na categoria correta, a depender do veículo de transporte escolhido. É necessário também, a depender do veículo, realizar cursos.

Um deles é o curso de MOPP, que basicamente significa “Movimentação Operacional de Produtos Perigosos”. Esse tipo de curso é voltado para motoristas que desejam trabalhar com cargas perigosas.

Como carga perigosa pode-se entender:

  • Cargas explosivas;
  • Elementos ácidos;
  • Elementos tóxicos;
  • Cargas radioativas.

Ou seja, esse tipo de carga oferece algum risco tanto ao motorista como à sociedade e por isso deve ser monitorada e manuseada por um profissional técnico, que tenha realizado esse curso.

O curso prepara e orienta o motorista tanto na parte operacional, como no tráfego desse produto que é considerado de risco.

Realizar esse curso traz segurança não somente a empresa, que pode ficar mais tranquila e confiante de que seu profissional está mais qualificado, mas também é positivo para o motorista que além de estar mais seguro é mais valorizado pela sua empresa por ter a formação técnica adequada.

Ou seja, isso mostra a importância de realizar um treinamento e desenvolvimento dos motoristas por meio de cursos capacitadores, para o transporte de cargas, produtos e elementos, sejam eles perigosos ou não.

Voltando aos produtos perigosos, o Conselho Nacional de Trânsito estabelece algumas orientações e regras a respeito do transporte dos elementos perigosos.

Por isso, o curso incluirá em suas aulas a regulamentação de transito, as leis estabelecidas a respeito dessa temática, assim como técnicas de primeiros socorros, como a movimentação dos produtos deve ser feita, como se prevenir de incêndios e ainda sobre direção defensiva.

A determinação do que é uma carga perigosa ou não parte da ABNT, que é a Agencia Brasileira de Normas Técnicas, que avalia se o produto oferece risco ou não à sociedade.

Isso inclui líquidos que sejam inflamáveis ou que sejam movimentados em temperaturas elevadas, infectantes, com risco de colisões, dentre outros.

Diante de tamanha responsabilidade, não é qualquer pessoa que pode fazer esse curso. Existem algumas regras estabelecidas como ter mais de 21 anos, ter a categoria correta da carteira nacional de habilitação do transporte de o motorista dirigir.

Além de não ter cometido infrações graves ou gravíssimas em um período de 1 ano. Além disso, quem teve a CNH cassada também não pode atuar nesse segmento.

Outras especialidades técnicas

Além do transporte de cargas perigosos, os motoristas podem transportar pessoas, como em ônibus, vans escolares e até mesmo no transporte executivo blindado.

Nesse caso, o transporte pode ocorrer com autoridades da lei, como pessoas da polícia civil, deputados, governadores, presidente e empresários.

Os veículos blindados objetivam garantir a segurança interna no caso de roubos ou até mesmo uma tentativa de assassinato. Por isso, os vidros são mais resistentes à bala e o motorista deve ser mais qualificação e preparo técnico, podendo atuar até mesmo como um segurança da pessoa.

Para quem trabalha com veículos, outro tipo de serviço bastante comum é ser um despachante de veículos. Nesse caso, é necessário saber dirigir caminhões de grande porte, o que exigirá maior especialização técnica, por meio de cursos.

Nesse caso, o despachante trabalha deslocamento um veículo de um ponto a outro entre o país e dentro de um mesmo estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *