Menu fechado

Compra e venda de carro saiba quais são os processos necessários

venda

Os avanços e desenvolvimento das tecnologias possibilitam muita comodidade, conforto e segurança a sociedade. Além disso, possibilita a aquisição de recursos que são agentes facilitadores para a realização das atividades cotidianas que com o passar do tempo sempre saem versões mais modernas e atualizadas.

Atualmente o principal exemplo dessa tecnologia são os celulares que são criados e atualizados com novas versões em curtos espaços de tempos e são objetos capazes de facilitar muitos processos.

Outro exemplo dessa rotatividade e avanço das tecnologias são os carros que a cada ano apresentam modelos e acessório novos que proporcionam mais praticidade e dinamismo no dia a dia das pessoas.

Devido a essa troca constante os carros são também frequentemente vendidos e trocados, porém como a sua condução e aquisição implicam na realização de algumas exigências legais o processo de troca e venda é todo regulamentado e precisa ser seguido para evitar imprevistos e problemas.

Vistoria

Um dos primeiros processos que precisa ser realizado quando a opção de vender o carro é tomada é a vistoria veicular para transferencia do veiculo.

Segundo as normas do Código de Trânsito Brasileiro a documentação do carro precisa estar regular e no nome do novo proprietário para controle e segurança dos veículos que circula no trânsito.

A vistoria visa analisar a documentação do veículo, além de verificar se ele ainda possui as características originais de fábrica, conferir se há e se estão em boas condições de uso dos equipamentos obrigatórios e avaliar se o veículo atende a todas as normas e especificações das leis de trânsito.

A vistoria resulta em laudos para transferência que atestam a qualidade e condições que o carro possui para venda e circulação nas vias públicas.

A vistoria é uma garantia tanto para quem compra quanto para quem vende e por ter uma necessidade e um impacto significativo não é qualquer profissional e nem qualquer estabelecimento que estão autorizados a realizarem essa vistoria e fornecer o laudo.

Para que o processo tenha validade legal precisa ser realizado pelo departamento de trânsito o Detran ou empresas autorizadas por eles, caso contrário a vistoria e laudo não possuem aplicabilidade ou validade legal.

Inspeção

Mesmo possuindo nomes semelhantes a inspeção veicular é diferente do processo de vistoria, sendo mais complexa e com resultados mais preciso a inspeção analisa:

  • As condições do veículo;
  • Estrutura do carro;
  • Condições de rodagem;
  • Chassi;
  • Motor;
  • Carroceria.

Além disso, a sua checagem é realizada com instrumentos de medição que são rigorosamente calibrados para verificar se os parâmetros estão dentro dos estabelecidos por lei como o alinhamento e balanceamento, e sua condução só pode ser realizada por um engenheiro ou técnico habilitado.

Entretanto a inspeção é obrigatória apenas para veículos de transporte internacionais de carga ou quando há alguma modificação nas características do carro como mudança de motor, rota e implantação de kit gás.

A transferência

Após as vistorias e em alguns casos inspeções do veículo com as devidas emissões e correções necessárias a venda e transferencia de veiculo pode ser realizada. O próximo passo é apenas separar os documentos que são solicitados e utilizados no decorrer do processo, sendo eles:

  • Carteira de identidade;
  • CPF;
  • CRV – Certificado de Registro do Veículo;
  • Habilitação;
  • Laudo da vistoria.

O CRV precisa estar assinado pelo vendedor e com firma reconhecida em cartório além do comprovante de pagamento das taxas de transferência.

Assim, com os documentos para transferência de veículo prontos e organizado o processo é conduzido pelo Detran e ambas as partes são asseguradas evitando dessa forma conflitos e problemas.

Diante de todo o processo o vendedor precisa planejar e verificar se a venda é realmente a melhor opção ou se é melhor realizar outro processo, pois as vistorias e laudos, podem ser processo com alto investimento que pode e precisa ser revertido na venda do veículo.

Assim antes de realizar a escolha é preciso verificar se realizar o levantamento dos valores e se há ajustes que são necessários de serem realizados antes da vistoria para que o processo não precise ser realizado novamente, pois isso também reflete nos gastos e custos da ação.

O mesmo processo de verificação e checagem precisa ser realizado pela pessoa que está comprando o veículo para assegurar que o mesmo está apto e em boas condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *