Menu fechado

Componentes presentes nos transportes e automóveis

automóveis

Os automóveis e os modais de transportes são muito importantes para o bom desenvolvimento da sociedade, desde suas invenções permitiram que o mundo diminuísse de tamanho e que as fronteiras fossem alargadas.

Permitiu também que as pessoas conseguissem ver seus parentes e familiares de forma mais rápida, enfim, permitiu que o mundo se aproximasse. E como toda e qualquer máquina, criou uma amplo mercado, que vende peças como bateria para carro 60 amperes até selos mecânicos para motores.

O mundo nunca mais foi o mesmo, os carros, por exemplo, viraram símbolos de beleza e luxo, e até leis tiveram que ser criadas para que houvesse um trânsito seguro e legalizado. Assim, os transportes e suas avançadas tecnologias permitiram que tudo se transformasse.

No presente artigo trataremos de componentes, elementos e processos que nasceram do mercado automobilístico, falaremos sobre a necessidade da troca de óleo e da vistoria da bateria de carro 60 amperes e outros elementos pertinentes.

As manutenções veiculares

Um dos procedimentos que nascem do mercado dos automóveis são os processos de manutenção veicular. São procedimentos básicos para garantir que o carro seja mais durável.

Esses procedimentos são muito importantes para garantir a segurança tanto do motorista como do próprio carro, e ao fazer periodicamente, trocando a lanterna para carretinha, o óleo e outros componentes, evita-se acidentes.

De maneira mais geral, as manutenções veiculares tem como objetivo evitar falhas e problemas durante a condução do veículo, garantindo sua vida útil.

Além do mais, traz economia ao bolso do motorista que terá de gastar menos com o conserto geral do automóvel.

Assim, existem dois tipos principais de manutenções veiculares que são a manutenção corretiva e a manutenção preventiva. Falaremos com mais detalhes sobre esses componentes abaixo.

1. A manutenção corretiva

As manutenções corretivas são aquelas que ocorrem de forma imprevista, sendo necessária a imediata intervenção para que o carro possa voltar a funcionar. Deste modo, podem ser trocadas ou consertadas.

Um exemplo de manutenção corretiva é a troca de pneu quando fura no meio da rua ou da estrada, ou o conserto da munheca carretinha quando ocorre algum problema.

2. Manutenção preventiva

As manutenções preventivas são usadas tanto para carros comuns como para frotas de veículos, e elas são chamadas também de revisões.

Esses procedimentos são fundamentais para que a durabilidade do veículo sejam mantidos, como a troca de óleo, troca de peças de motores, entre muitos outros.

Abaixo falaremos sobre alguns tipos de aspectos que podem ser feitos na manutenção veicular.

Componentes presentes na manutenção veicular

Existem muitos tipos peças e componentes que podem ser vistoriados, como:

  • Freios;
  • Pneus;
  • Troca de óleo;
  • Baterias.

Abaixo falaremos com mais detalhes sobre a importância da troca desse tipo de peças.

1. Freios

Os freios são partes fundamentais para quem quer ter um carro bem seguro, por isso que é muito importante que o sistema de freios seja garantido como as pastilhas, fluidos do freio, permitindo o tempo da frenagem.

Para quem ter a carteira de motorista permanente precisa entender que a revisão dessa peça é fundamental.

2. Pneus

Os pneus são importantes para garantir a estabilidade do veículo e sua aderência ao solo. Por isso, é necessário identificar se o pneu não está vazio, e se a calibragem, balanceamento e alinhamento estejam em dia, evitando acidentes que podem ocorrer

3. Troca de óleo

As trocas de óleo são muito importantes e fundamentais, principalmente, porque esse produto permite que o motor seja lubrificado, permitindo que o moto funcione da melhor maneira possível.

Por isso, que é sua troca é precisa dependendo da quilometragem definida pelo fabricante. Assim, entendemos que a manutenção veicular é fundamental para o bom aproveitamento dos transportes.

Inclusão de categorias na CNH

Quem possui uma carteira nacional de habilitação, geralmente entrou nas categorias iniciais, como a “A”, a “B” e a “A/B”.

Sendo assim, as categorias “A” são para quem deseja habilitar para condução de motocicletas, a “B” para automóveis e a “A/B” para motocicletas e automóveis.

Quem opta por escolher habilitar-se em uma categoria apenas (excetuando a “A/B”) pode optar por incluir categoria A depois, em um processo burocrático diferente da primeira habilitação. Para saber o processo completo pode recorrer a uma autoescola ou despachante veicular.

Portanto, o mundo dos automóveis e transportes são variados e que existem processos tanto burocráticos como operacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *