Menu fechado

Como adicionar uma categoria à sua carteira de habilitação?

A condução de veículos é mais do que uma necessidade para muitos brasileiros, sendo uma paixão nacional. Por isso, é cada vez mais importante tocar no tema das leis de trânsito, garantindo condutores mais conscientes e responsáveis.

Afinal, as pesquisas mostram que a maioria dos acidentes em nosso país é causada por falhas dos motoristas.

As dúvidas relacionadas com esse campo, porém, são muitas. É possível adicionar uma categoria à sua carteira de habilitação? O que deve ser feito nesse caso? Qual a categoria que costuma ser adicionada com mais frequência? E o que é mais importante quando estamos falando de um processo de transferência do automóvel?

Para ficar por dentro dessas respostas e conhecer muito mais sobre o amplo universo das exigências voltadas para os motoristas e condutores brasileiros continue acompanhando o artigo a seguir.

Além disso, saiba sobre os documentos mais importantes na hora de comprar ou vender seu veículo com segurança e tranquilidade.

Condução de motos

Antes mesmo do licenciamento do seu veículo, é importante obter autorização legal para sua condução, o que só pode ser emitido a partir de um curso devidamente certificado e qualificado.

Além disso, o aluno é testado, realiza uma série de exames e avaliações e, por fim, pode finalmente dirigir seu veículo se mostrar-se apto para tal.

Muitas vezes, porém, as pessoas ficam em dúvida da categoria de aulas de condução, pois elas podem variar de acordo com o porte do veículo que você estará aprendendo a dirigir.

No caso das motos, por exemplo, estamos falando da categoria A, que é a escolha de muitas pessoas, perdendo apenas para a categoria B, que é a de carros.

A categoria A, ainda, pode ser dividida em três subcategorias, sendo elas A1 para motos de até 300 cilindradas, A2 para motos de até 700 cilindradas e A3 para motos de qualquer tipo, independentemente das cilindradas. Para obter uma carteira de motorista de moto, portanto, é importante realizar o curso de condução conforme as suas escolhas.

A questão é que, em muitos casos, o motorista que tirou a carteira na categoria B, ou seja, de carros, deseja complementar sua licença, obtendo autorização e capacitação também para a categoria A, ou seja, para a condução de motocicletas.

Nesse caso, a adição de categoria demanda que alguns aspectos sejam levados em conta, tais como:

  • Possuir a Carteira Nacional de Habilitação;
  • Ter escolhido a autoescola;
  • Ter realizado o exame médico;
  • Realizar o curso prático de 15h/aula;
  • Prestar exame de direção.

O tempo médio estipulado para que, após a aprovação, a nova categoria seja adicionada à sua carteira é de 30 dias. Os custos tributários e o pagamento de serviços ao departamento de trânsito do seu estado são fixos, mas vale a pena consultá-los para garantir que não haverá surpresas.

Já os preços relacionados com as aulas de direção devem ser negociados, exclusivamente, junto às autoescolas especializadas.

Em caso de adição de categoria CNH vencida, é importante refazer o processo de acordo com as determinações do órgão responsável, sendo necessária a renovação do documento.

Por isso, é sempre importante estar atento às informações divulgadas pelo Departamento de Trânsito do seu estado e garantir a obediência aos prazos estabelecidos para entrega de documentações diversas.

Transferindo seu veículo

Na hora de repassar seu carro ou mesmo de comprar um carro usado de alguém é importante ter a total garantia de que ele se encontra não apenas em perfeitas condições de uso como também em um estado de conservação interna que possa garantir seu funcionamento duradouro e prolongado.

Por isso, os laudos existem: para evitar transtornos e decepções na transferencia de veiculo.

O chamado laudo veicular é um dos mais importantes nesse contexto, pois ele avalia todos os componentes do carro para determinar em quais condições ele se encontra de forma confiável e precisa. Alguns dos aspectos observados são:

  • Condições do motor;
  • Instalação de itens obrigatórios;
  • Qualidade dos componentes externos;
  • Qualidade do funcionamento geral.

Para garantir um laudo especializado e verdadeiramente confiável, é importante sempre contar com uma empresa de vistoria cautelar, que vai oferecer uma equipe especializada na verificação dos itens que compõem o veículo a ser transferido.

Isso é fundamental para garantir a precisão nos resultados do laudo e também para obter mais qualidade no processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *