Menu fechado

Bateria de carro: Como escolher a melhor?

Independente do modelo do veículo, seja ele carro, caminhão, motocicleta ou ônibus, todos eles funcionam a partir de uma fonte de energia elétrica, sendo esta a bateria.

Que foi desenvolvida a partir de uma tecnologia específica que fornece alta descarga em poucos segundos, o que acaba fazendo com que o motor dê partida e todo o sistema elétrico do veículo funcione.

A bateria Heliar possui a tecnologia PowerFrame, que é ótima para caminhões e carros, e sua grade positiva é forte o suficiente, o que permite que o veículo aguente por bastante tempo, evitando a falha da mesma.

Sua outra tecnologia conta também com a tecnologia de bateria heliar AGM, o que permite que ela ative o motor a combustão em curtíssimo período de tempo.

Em seu processo de fabricação, ainda conta com menos 20% de energia liberada e 20% menos gases que poluem o ambiente, em comparação aos outros métodos de fabricação comum.

Pode-se visualizar essa metodologia na Heliar 60 amperes, disponível para sua aquisição em lojas especializadas e rede de fornecedores.

Baterias e suas diferenças

Com inúmeras possibilidades, o cliente pode se deparar com algumas diferenças na hora de adquirir a melhor opção para seu negócio. Basicamente a diferença entre elas se encontra no tamanho e na sua utilidade.

Pode-se citar alguns exemplos de utilização das baterias, entre elas a mais comum é a bateria heliar 150 amperes, tendo uma vida útil de até 50% a mais que a média do mercado, o que acaba se justificando por sua liga anticorrosão e utilização de placa laminada, muito utilizada em caminhões e ônibus, é resistente a maiorias das vibrações, aguentando assim as longas jornadas de trabalho dos automóveis.

Disponível também no mercado, a bateria heliar 50 amperes traz benefícios incontestável quando comparamos sua performance em veículos leves e médios. Isso se deve a alguns fatores, como por exemplo:

  • Possui melhor tecnologia
  • Performance elétrica da bateria original da montadora
  • Maior qualidade
  • Dezoito meses de garantia
  • Certificada pelo Inmetro

Abrangendo diversos tipos de veículos, a Helliar 50 trabalha em conjunto com a Heliar frota 150ah, trazendo inovação e praticidade aos consumidores.

De olho nas inovações do mercado

Busca-se cada vez mais a melhoria na eficiência dos combustíveis e na redução das emissões de CO2, tendo em vista que é fundamental o desenvolvimento e aprimoramento de baterias que trazem soluções energéticas atendendo a atual crescente na demanda elétrica dos veículos e a real necessidade de conforto.

Essas medidas podem ser encontradas nas diversas opções de baterias, como por exemplo a Heliar 100ah, que garante maior resistência e autonomia para seu equipamento.

Sua durabilidade média chega em até 66% a mais do que as baterias comuns, que não trabalham com essa tecnologia, garantindo a proteção da grade contra a corrosão e oferecendo também mais energia em sua partida, já que sua condutividade elétrica é 70% superior se comparada às demais.

Como fazer o descarte correto de sua bateria?

Por possuírem componentes nocivos ao meio ambiente, em casos onde esses equipamentos são descartados incorretamente, inúmeros são os efeitos negativos para o planeta.

A boa notícia é que até 99% das baterias podem ser reutilizadas e recicladas, podendo ser feito o descarte correto, entregando-as em pontos específicos de vendas de baterias, onde os fornecedores então terão a tarefa de realizar o descarte correto.

Esteja atento no momento da revisão

Para uma efetiva revisão no seu veículo, deve-se incluir a checagem de sua bateria em um período que é indicado a cada 06 06 meses, feito por profissionais e equipamentos adequados.

Alguns testes são indispensáveis na hora do chek list da sua revisão, como por exemplo:

  • Teste da bateria: teste de descarga rápida (partidas severas)
  • Teste de alternador: tensão, corrente e correia
  • Visual: terminais devidamente conectados aos polos
  • Fixação: instalação correta da bateria

Transferência de carga

Muito realizada de maneira equivocada, a partida de emergência só deve ser realizada em situações críticas.

Com a ajuda de um cabo auxiliar, faz-se a primeira ligação nos polos de ambas as baterias, preferencialmente nos polos negativos. Caso não seja possível, faz-se nos pontos de aterramento dos veículos.

É necessário aguardar cerca de 5 minutos para a bateria ser carregada. Após o término desse período, é possível realizar a partida no automóvel, aguardar a estabilização, desconectar os cabos e em seguida os polos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *