Menu fechado

As especificações do laudo para a transferência de veículos

A realização da vistoria veicular, quer dizer, do laudo de transferência de veículos, consiste na avaliação fotográfica e na coleta de informações sobre a numeração do chassi, do motor e da parte traseira do automóvel, com número de identificação legível, para que seja possível consultar e comparar os dados junto ao sistema automatizado de bases de dados oficiais.

Esse procedimento é importante para verificar a originalidade do carro, bem como se a numeração do chassi e do motor estão em conformidade com o fabricante, como forma de evitar irregularidades.

A emissão do laudo é feita por meio de um sistema eletrônico, recebendo a devida certificação no sistema de segurança veicular, mantido pelo DENATRAN.

Para a realização da vistoria, é necessário que a empresa responsável esteja devidamente credenciada no DETRAN e, ainda, cumpra corretamente as recomendações do Código Brasileiro de Trânsito (CBT).

Vistoria veicular para a transferência de automóveis

Além do laudo de transferência, ao vender ou comprar um veículo, o proprietário deve fazer obrigatoriamente o laudo de vistoria, principalmente, no caso dos automóveis seminovos ou usados.

A vistoria veicular consiste em uma avaliação feita nos veículos que circulam no país, sob responsabilidade do DETRAN de cada estado.

O principal objetivo é atestar as condições de manutenção e funcionamento do automóvel, além de verificar se a propriedade é legítima, a documentação é autêntica e, ainda, se o veículo está em condições seguras.

A vistoria veicular é obrigatória não somente em casos de transferência dos automóveis, mas também, para o licenciamento dos veículos com mais de 5 anos de fabricação.

O procedimento também é recomendado em casos de alteração das características originais do carro (exemplo, mudar a cor da pintura), mudança de categoria ou diante de situações que envolvem o sinistro de seguro de automóveis.

Além de avaliar a legitimidade e originalidade dos carros, a vistoria serve para minimizar acidentes no trânsito, que podem ser causados pela irregularidade das peças e acessórios. Durante a vistoria, analisam-se:

  • As condições dos pneus automotivos;
  • A qualidade do sistema de freios;
  • O funcionamento do sistema elétrico;
  • O conjunto de iluminação do carro;
  • A presença de itens acessórios.

Vale ressaltar que para dar entrada no laudo de vistoria veicular, o proprietário deve estar em dia com alguns documentos, como por exemplo, o Certificado de Registro de Veículo (CRV), o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), bem como estar em dia com o pagamento de impostos e tributações sobre automóveis (IPVA).

O proprietário deve apresentar a documentação juntamente em porte dos documentos originais de RG, CPF e comprovante de residência.

Como os DETRANs de cada cidade possuem suas especificações, o proprietário do veículo deve sempre entrar em contato com a entidade da sua região, para perguntar quais documentos são necessários e quais procedimentos devem ser levados em consideração durante a vistoria.

Em caso de anormalidades, é possível levar o carro em guincho 24hs para a realização do laudo.

O DETRAN também pode determinar que algumas empresas especializadas realizem o procedimento de vistoria veicular em casos de transferências. Esses estabelecimentos são conhecidos como Empresas Credenciadas de Vistorias (ECV) e estão devidamente autorizadas a avaliar os carros.

O check up para o laudo de vistoria veicular

Quem está pensando em fazer a transferência de automóveis pode realizar um check up do veículo, antes de submetê-lo à vistoria veicular. O procedimento inclui a revisão dos componentes e, caso seja necessário, é possível trocar os itens em lojas de peças de carros, por acessórios originais de fábrica.

Dessa maneira, garante-se a qualidade de funcionamento dos componentes e a segurança do automóvel.

Durante o check up, outros acessórios também são verificados, incluindo os freios, as condições dos pneus, a direção hidráulica, vidros e travas elétricas. Normalmente, esses são os componentes principais da vistoria.

Além disso, caso o vendedor do carro deseje incrementar ainda mais o check up, é possível fazer o polimento técnico automotivo, um processo que devolve o brilho do veículo, como se fosse novo.

Também é possível retirar pequenos riscos e manchas, que porventura podem aparecer na lataria dos carros, devido ao tempo de uso, ou por conta de pequenas colisões. O polimento devolve a beleza estética, tornando o carro mais atrativo na hora da venda.

Seguindo as informações deste texto sobre as medidas de transferência, você não terá problemas com o seu veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *