Menu fechado

Alguns tipos de manutenção veicular

Todo veículo demanda alguns cuidados, que vão desde funilaria e pintura até sua manutenção mecânica periódica. A verificação de alguns itens deve ser feita para que não comprometa o funcionamento do carro, podendo muitas vezes gerar diversos prejuízos.

Além do uso cotidiano, um automóvel pode ser usado para viagens, situações em que o carro passa por um grande tempo em funcionamento e em altas velocidades, o que demanda boas condições das peças e dos acessórios.

Por isso, é sempre indicado levar o veículo à oficina, de modo a passar por uma revisão que encontrará possíveis defeitos de funcionamento e identificará peças que precisam ser substituídas.

Em caso de pane do veículo, um reboque de carro pode realizar o deslocamento do automóvel até uma mecânica de confiança.

Abaixo serão mencionadas alguns dos tipos mais comuns de manutenção automotiva, seja para prevenção de panes ou seja para solucionar problemas.

A importância da troca de óleo

Todo motor funciona com o uso de óleo, que desempenha diferente tipos de funções. Listamos algumas dessas atividades. Acompanhe:

  • Lubrificação das peças;
  • Refrigeração do motor;
  • Limpeza das peças, retirando os resíduos de combustão;
  • Proteção contra corrosão e invasão de elementos externos.

A lubrificação das peças, realizada pelo óleo, impede que ocorra atrito durante seu funcionamento, evitando desgaste precoce dos itens.

O óleo também é responsável por manter a temperatura do motor, já que as reações químicas provocadas durante a atividade de um veículo promovem aumento de calor, que precisa ser controlado para não danificar as peças.

Além disso, o óleo atua removendo os resíduos da combustão ocorrida no motor durante seu funcionamento, impedindo que se fixem nas peças e que dificultem o correto desempenho do veículo.

Outra função do óleo é evitar a corrosão das peças, além de impedir que elementos externos se infiltrem entre as partes do motor.

Com o seu uso contínuo, o óleo acaba ficando prejudicado, tanto pela presença de resíduos de combustão quanto pela temperatura que atinge durante o funcionamento do motor, problemas esses que vão tirando a eficiência das funções do óleo.

Por isso, a recomendação dos fabricantes de automóveis é realizar a troca de oleo a cada 5000 quilômetros percorridos, renovando o fluído e beneficiando o funcionamento do motor.

Substituição de amortecedores

A troca de amortecedores deve ocorrer periodicamente, pois o uso constante do veículo vai desgastando as peças utilizadas em sua estrutura. Os quatro tipos de peças contidas em um kit de amortecedores são:

  • Coifa protetora;
  • Batente;
  • Coxim;
  • Amortecedores.

A coifa é uma espécie de capa de proteção da suspensão, que impede a entrada de poeira e outros elementos externos.

O batente é a peça responsável pelo encaixe do amortecedor, que reduz o impacto gerado durante o movimento do veículo, promovendo vida útil maior ao conjunto da suspensão. O coxim, tal como o batente, influencia na absorção dos impactos, preservando o amortecedor.

O amortecedor é precisamente composto por uma haste central e uma mola de grande resistência que, ao passar por um buraco na via, realiza o amortecimento do impacto, protegendo o veículo e tornando sua locomoção mais confortável.

A indicação dos fabricantes de veículos é que a substituição dos amortecedores 2008 ou de outros períodos, seja feita a cada 40 ou 50 mil quilômetros.

Porém, caso o sistema de suspensão apresente algum ruído anormal ou tenha sido danificado por algum tipo de buraco, é necessário passar por análise mecânica, que indicará se será preciso substituir o amortecedor.

Outros tipos de manutenção e conservação

Uma parte bastante importante que demanda atenção para seu funcionamento adequado é o ar condicionado.

É indicado realizar a limpeza do sistema de ar regularmente, para que o filtro seja substituído, fazendo com que o ar circulante dentro do carro seja de melhor qualidade.

Em alguns modelos de automóveis também é preciso realizar a recarga do cilindro de ar condicionado, que é responsável por deixar a temperatura do veículo mais baixa.

A manutenção periódica evita problemas no sistema, gerando economia em conserto de ar condicionado de carro, além de garantir um funcionamento satisfatório.

Outro cuidado fundamental com o veículo é sua lavagem, que realiza a remoção da sujeira que muitas vezes se fixa na lataria do automóvel.

Além disso, a higienização interna é bastante importante, já que o uso cotidiano acaba por acumular sujeira em seu interior. A limpeza automotiva a seco retira poeira e outros tipos de elementos que vão se acumulando no carpete e nos bancos do carro.

A manutenção periódica e a revisão mecânica de um carro são fundamentais para manter seu funcionamento adequado, promovendo tranquilidade e conforto, além de valorizar a sua estética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *