Menu fechado

A importância dos procedimentos de documentação veicular

veículo

A compra de um veículo é um desejo que algumas pessoas sonham em realizar um dia. Ter um automóvel é uma maneira de conseguir ter conforto e segurança durante o trajeto, evitar o uso de transporte público e não se preocupar com o horário, pois é possível chega ao compromisso na hora marcada, dependendo é claro, do trânsito.

Antes de comprar um carro, pesquisar as opções e modelos disponíveis nas fábricas e concessionárias pode ajudar no momento de definir uma marca de automóvel.

O valor é outro ponto muito importante, pois, costuma ser alto. É fundamental ter um planejamento financeiro para conseguir ter todo o montante necessário para o pagamento e para os custos com os cuidados e processos de regularização.

Um veículo necessita de manutenções periódicas, combustível, estacionamento, revisão, acessórios e documentação são algumas das questões que geram gastos fixos e com o passar do tempo podem ter alterações nos valores.

Por isso, um orçamento organizado pode evitar dívidas e proporcionar segurança ao proprietário.

A importância da regularização dos documentos

Ter o carro é uma grande vantagem no dia a dia, facilitando o transporte particular e possibilidades de trabalho. Um fator muito importante é a documentação do veículo e do condutor.

Depois da aquisição, é necessário fazer o emplacamento para conseguir circular com segurança e obter o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento Automotivo).

Um CRLV é um documento que possui o número de registro do veículo e é válido em todo o território nacional. Esta documentação deve ser renovada anualmente e é obrigatório para poder conduzir o automóvel assim como a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O certificado é gerenciado pelo DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) e CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito).

O licenciamento é o processo que deve ser feito todo ano. Os valores das taxas é definido pelos órgãos de trânsito. A cobrança é feita no segundo semestre do ano, em um sistema de rodízio de placas.

Sobre o pagamento é por boleto bancário, mas, há indivíduos que preferem o licenciamento parcelado.

É possível fazer esta escolha pelo site de um despachante online ou presencial, definindo o número de parcelas. Para realizar os pagamentos é importante verificar se o há ou não multas, pois se o condutor tiver alguma infração pendente o licenciamento só pode ser feito depois de quitar as multas.

Dependendo do valor das infrações o proprietário do veículo pode optar pelo parcelamento de multa de trânsito. O DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) oferece esta opção.

Para conseguir parcelar a pessoa precisa ir a uma unidade do departamento e apresentar os documentos para a negociação. Após este processo, a pessoa pode se dirigir a um estande para terminar o serviço, escolhendo o número de parcelas para o pagamento.

Regularização

Alguns condutores cometem muitos erros que geram multas de trânsito. Ao atingir 20 pontos na CNH, o motorista fica impossibilitado de dirigir, pois o documento fica suspenso. Para fazer a regularização CNH suspensa, o indivíduo deve procurar um curso de reciclagem e cumprir toda a carga horária.

Após a concluir 30 horas de aula, é necessário fazer uma prova para testar os conhecimentos e ao obter o resultado positivo, a CNH tem os pontos zerados e o condutor pode voltar a dirigir.

Procedimentos para venda

Aos condutores que desejam vender o seu veículo, é necessário procurar um local especializado para realizar uma vistoria cautelar, procedimento que tem a função de analisar a originalidade dos seguintes componentes do veículo:

  • Motor;
  • Painel traseiro e dianteiro;
  • Vidros;
  • Câmbio;
  • Lacres das placas;
  • Numero do chassi;
  • Pintura;
  • Etiquetas de identificação;
  • Laterais;
  • Longarinas dianteiras e traseiras.

Este procedimento avaliar todos os itens do carro e o histórico de pendências, restrições, documentos e multas. Após as análises de todos os detalhes relacionados ao veículo, os profissionais elaboram um laudo cautelar, relatório sobre as condições do automóvel.

Em um processo de venda ou transferência, ter este documento ajuda a evitar fraudes e a compra de um veículo adulterado, além de facilitar a venda, mostrando transparência e facilitando a negociação.

Pesquisar informações sobre estabelecimentos e que são especializados no serviço de vistoria veicular para transferencia é a solução para conseguir o laudo positivo e assim negociar a venda com segurança e obter ganhos expressivos para ambas as partes: comprador e vendedor.

Isto posto, regularizar a documentação do veículo anualmente é muito importante para a segurança do condutor e impede transtornos e burocracias com os órgãos de trânsito, facilitando a vida e a rotina das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *